Das janelas de casa

Com alegria, compartilho mais alguns poemas escritos e revisados nos últimos dois anos, os quais organizei em mais um e-book, que chamei “Das Janelas de Casa”. Clique na capa do livro abaixo para baixar, depois de ler, comente, divulgue e compartilhe.

Clique na capa do livro para baixar o livro completo em PDF

Aqui me proponho a escrever contemplações, observações sem julgamentos.
Aqui me disponho a lutar com palavras, como escrito nos versos de Drummond, em “O Lutador”:
“Lutar com palavras
É a luta mais vã
Entretanto lutamos
Mal rompe a manhã.”
Busco o bom verso, como descrito por Quintana, em “A vaca e o hipogrifo”:
“Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está nos lendo… e não a gente a ele!”

O autor

Esperando nas estrelas

Espere-me nas estrelas!
Em parte já vivemos lá,
no tempo escuro/claro da noite que antecede o dia
e a ele se segue em ciclos de eternidade.
Em parte vivemos lá,
como loucos vagando pela imensidão de lumes que não ofuscam.
Um indizível parque de diversões,
com suas luzes nas alturas e brinquedos surpreendentes,
que proporcionam as mais diversas sensações,
que nos estimulam a intuição,
que nos levam ao saber.
Continue lendo “Esperando nas estrelas”