Sistematização da água

O que caracteriza de forma marcante a ação de um permacultor? Ao fazer o design de um assentamento humano, seja ele uma vila, um sítio ou uma casa na cidade, quais seriam as prioridades? Começar por onde?
Para responder a estas questões vou usar como inspiração uma frase do amigo Jorge Timmermann:

O principal trabalho de um permacultor é sistematizar a água e alimentar o solo.

Porque será que ele fala isso? Dá muito o que pensar, né? Então vamos explorar bem esse tema e para isso, vamos separá-lo em dois artigos. Neste artigo, falarei sobre a “sistematização da água” e num próximo falarei sobre “alimentar o solo”. Mas nesse artigo vamos procurar também identificar as conexões entre a água e o solo.

A linguagem
Procurando usar uma linguagem mais retratadora do que descritiva, vamos utilizar um mapa mental que procura abranger as principais oportunidades de sistematização da água em todas as zonas de um assentamento humano.
Mapa mental
Continue lendo “Sistematização da água”

A linguagem dos padrões

padroesQuando se estuda permacultura, em cursos regulares ou como autodidata, logo se percebe que um dos assuntos mais difíceis de serem compreendidos e colocados em prática é o dos padrões naturais. Os estudantes de permacultura em PDC costumam dizer que falta algo para facilitar a compreensão. A maioria deles relata que não vê como o conceito de padrões pode realmente servir ao design permacultural. E por achar fascinante esse tema, fiquei com essas questões em mente por um longo período até chegar ao que vou apresentar a seguir. Não se trata de algo finalizado, talvez nunca seja, mas é o início de um exame apaixonado pela verdade.

Este artigo pretende auxiliar aqueles que desejam ir além do uso dos clássicos padrões naturais como meros modelos a serem imitados em sua forma ou comportamento. Compreender os padrões naturais nos tornará melhores observadores dos sistemas complexos da natureza e acho que essa competência é fundamental para um permacultor.

Os sistemas complexos não podem ser explicados por meio de fórmulas científicas. Os desafios do nosso tempo não são lineares. Ao ler o livro “Sabedoria Incomum” de Fritjof Capra, onde ele relata sua busca por um arcabouço de conhecimentos que permitisse a construção de uma nova visão de mundo, uma abordagem sistêmica, me deparei com algumas idéias que tem uma relação estreita com o tema dos padrões naturais na permacultura, que poderiam ser uma base para o seu entendimento e uso.
Continue lendo “A linguagem dos padrões”