“Fossa de bananeiras”

O termo “fossa de bananeiras” gera alguns mal entendidos, principalmente porque a maioria das pessoas querem receitas prontas, sem o devido entendimento. Então antes de falar sobre o sistema que usa bananeiras no tratamento de águas, quero alertar para os enganos mais comuns, a evitar:
Primeiro, as bananeiras não tem a capacidade de filtrar as águas negras (esgotos). Elas tem a capacidade de transpirar e consequentemente de evaporar rapidamente as águas que elas absorvem e isso pode ser usado em um sistema natural de tratamento para completar o processo de tratamento da água. E essa é uma capacidade de muitas plantas de folhas largas, como mamoeiro, caeté, taioba, etc. e não apenas da bananeira. E os índices de evapotranspiração de outras como coqueiros não muito mais baixas que as bananeiras. Portanto, na falta ou impossibilidade de uso da bananeira elas podem ser usadas. Quem realmente trata as águas negras são as bactérias no interior de sistemas como a BET. Por isso acho que o nome popular “fossa de bananeiras” seja inadequado, levando a muitas interpretações errôneas. Quanto aos frutos (bananas, mamão, etc.) colhidos neste sistema podem ser consumidos sem riscos. Evite apenas as raízes consumidas cruas, como taiobas, etc.
Segundo, acaba havendo muita confusão entre o uso das “fossa de bananeiras”, para tratamento de água negra, com o “círculo de bananeiras”, para o tratamento da água cinza. São técnicas com objetivos diferentes como você podem ver a seguir.

Continue lendo ““Fossa de bananeiras””